Jardim
Alunos da escola de Jardim aprendem brincando com tampinhas reaproveitadas

Alunos da escola de Jardim aprendem brincando com tampinhas reaproveitadas

Tem um provérbio que diz, “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele!”, que além de sua religiosidade, demonstra também a educação ambiental que os professores da Escola Municipal Major Alberto Rodrigues da Costa (MARC), Sergio Henrique Sá Braga e Aparecida Pereira de Barros, transmitem aos seus alunosdo 1º ao 5º Ano do Ensino Fundamental.

Com apoio do diretor da unidade educacional situada na Vila Angélica 1, professor Alan Gustavo Pires Ribeiro, e parceria dos também educadores, Nilton César Oviedo e Cleide Maciel, o “Projeto Preservando e Educando com Tampinhas” iniciou em março deste ano, com sua finalização no próximo mês de dezembro, visando ações de melhoria do meio ambiente, dentro e fora da escola, com atitudes de reaproveitamento do lixo produzido no entorno desses espaços. “Sabemos que o destino dos lixos produzidos diariamente pelas pessoas é um problema global. Então, diante disso faz se necessário que haja urgentes ações que levem a mudança de hábitos entre as pessoas e o lixo produzido, visando o respeito e preservação do meio ambiente”, destacou o professor Serginho Braga.

Com uma proposta de reciclagem de materiais que seriam descartados, evitando o acumulo dos mesmos em aterros sanitários e contaminação dos recurso humanos, o projeto é realizado de forma lúdica e interdisciplinar, contemplando todas as áreas de conhecimento. “A conscientização desde a infância gera bons resultados, principalmente na educação ambiental, quando nossos alunos aprendem sobre reaproveitamento de alguns materiais descartados, e usam em oficinas de confecções de brinquedos, acontecendo até mesmo a utilização lúdica na alfabetização com alfabeto móvel, sílabas móveis, recursos de conhecimentos e leitura, matemática, educação física, além de aulas de recursos com a educação especial”, ressaltou professora Cidinha de Pádua.

O projeto conta também com a participação de professores, funcionários e vários alunos da Escola MARC, que fazem a coleta de tampinhas de garrafas pet, amaciantes, creme dental, desodorantes, garrafinhas de iogurtes, refrigerantes, entre outras, e ainda participam desse tipo de educação ambiental.

  Texto e fotos – Paulo Abílio