Artigos
A túnica – Por João Antonio Pagliosa

João Antonio Pagliosa

Nunca vista uma túnica que não lhe pertence. Quando faz isso, você cria dificuldades para muitos à sua volta, e criará dificuldades para você mesmo. Ela não serve para você. Ela não foi feita para você.

Cada um possui um propósito de vida, e Deus, nosso criador, nos dotou de dons diversos. Uns receberam mais, outros receberam menos, conforme Deus quis. Nada a contestar, muito a agradecer! Deus é Deus!
Porém, precisamos exercitar os dons recebidos, desempenhar nosso papel, sermos protagonistas da historia, realizar a missão, o ministério que a cada um compete, segundo os nossos talentos. Segundo os talentos que recebemos de Deus.
Quando vestimos túnica que não nos pertence, nós fracassamos. É comum ver isso em nosso trabalho, na escola, no clube, enfim em qualquer lugar. Percebemos pessoas exercendo funções para a qual não estão preparadas, não estão maduras.
Em João 19:23 e 24, os soldados romanos, por ocasião da crucificação, tomam as vestes de Jesus, e a dividem em quatro partes, porém a túnica, de comum acordo, é sorteada entre os quatro soldados. Isso porque a túnica era de fino acabamento e não possuía nenhuma costura, sendo toda tecida de alto a baixo. Se a rasgassem, iriam inutiliza-la. Daí,  sortearam-na.
E a sortearam para cumprir as escrituras, pois em Salmos 22:18, está escrito pelo rei Davi, muito séculos antes do nascimento de Jesus: “Repartem entre si as minhas vestes e sobre a minha túnica, deitam sortes.”
E Deus distribuiu túnicas de unção aos seus filhos. Há aqueles que receberam unção dobrada. É o caso de Eliseu, discípulo de Elias. Elias operou sete milagres, enquanto Eliseu operou quatorze milagres, e o último deles aconteceu alguns anos após a morte de Eliseu. Como assim?
Ocorre que no calor de uma batalha, um soldado caiu morto exatamente sobre o local onde estavam os ossos de Eliseu, e o corpo do soldado ao tocar os ossos do profeta, imediatamente readquire vida e retorna a batalha, agora pleno da Unção de Deus.
Deus deseja dar a você, a mesma unção dobrada, e para obtê-la é necessário que obedeça. Obedeça como obedeceu Josué, como obedeceu José do Egito, e como obedeceu o rei Davi, três filhos de Deus que receberam a Túnica de Unção.
Josué era filho de Num, e após a morte de Moisés, foi escolhido por Deus para guiar o povo hebreu, a Canaã, a Terra Prometida. E Josué reinou sobre uma nação, e ele tinha também unção de autoridade, outorgado por Deus. Tudo deu certo para Josué, afinal, ele obedecia a Deus e tinha intimidade com Ele.
E José? Este era o filho querido de Jacó, com sua esposa Raquel, a mulher por quem trabalhara durante quatorze longos anos, a seu sogro. E a preferência de Jacó por José, despertava a ira de seus irmãos mais velhos, a ponto de desejarem matá-lo. E no dia que resolveram matar José, este vestia túnica presente de seu pai. E os irmãos mais velhos, após violenta discussão, resolvem jogá-lo num poço no deserto, e tiram-lhe a túnica antes de lançá-lo. O poço é mui fundo e é impossível sair dali. José desespera-se, e começa a gritar a plenos pulmões, e seus gritos chamam a atenção de um grupo de viajantes que passavam pelo local. E o retiram do poço; e o vendem como escravo, no Egito.
A túnica de José é manchada com sangue de cabrito pelos irmãos e entregue ao pai Jacó. Este, ao receber a túnica do filho amado, quebranta-se de dor, imaginando que José fora estraçalhado por animal selvagem. Em Gênesis 37:3 e 4, lemos: “ Ora, Israel (Jacó) amava mais a José que a todos os seus filhos, porque era filho de sua velhice, e fez-lhe uma túnica talar de mangas compridas. Vendo, pois, seus irmãos que o pai o amava mais que a todos os outros filhos, odiaram-no, e já não lhe podiam falar pacificamente.”
Às vezes, nós nos esforçamos muito para conseguir algo, e fracassamos. O que será que nos falta? O que nos falta, prezados, é intimidade com Deus, falta a presença de Deus. Aprenda a ser dependente de Deus em tudo que você realiza, e verá como tudo acontecerá à contento.
Aqueles que possuem intimidade com Deus, pedem a graça, e são ouvidos; Deus inclusive aproxima seu ouvido para ouvir mais nitidamente. E  Ele age, e se manifesta com todo seu poder, liberando a graça solicitada.
Apenas filhos especiais possuem intimidade com Deus, e são aqueles que se esvaziam para se encherem de Deus. É muito simples, e é absolutamente eficaz.
O pastor Aparecido, desejou ver Deus, e então Deus se manifestou a ele, dizendo: “ Observe o homem, ele é uma parte sólida e duas partes líquido. Observe o planeta Terra, ele é uma parte sólida e duas partes líquido. E Eu? Eu sou o grande Eu sou.”
Ao ler Isaías 40:12, você entenderá o tamanho de Deus.
Ao ler Apocalipse 3:20, você terá intimidade com Deus.
E numa determinada ocasião, o rei Davi, reclamou com Deus: “Oh, Senhor, eles repartem entre si a minha túnica.”
Mas Davi era um homem segundo o coração de Deus. Sofreu dissabores e angústias em função de suas faltas, e se arrependia, e se quebrantava, e clamava pelo perdão de Deus. E Deus o ouvia, o perdoava, e Davi sempre teve Unção de Deus, e conforme lemos em 1 Crônicas 29:28, “Morreu em ditosa velhice, cheio de dias, riquezas e glória; e Salomão, seu filho, reinou em seu lugar.”
Jesus quer voltar, os sinais mostram que esta volta está próxima, entretanto são pessoas do mundo que estão impedindo o seu retorno, pessoas infladas e cheias de orgulho, nunca preocupadas com aqueles que sofrem a sua volta.
José do Egito objetivava salvar a sua nação. Ele conseguiu!
O rei Davi objetivava unir as nações de Israel. Ele conseguiu!
Jesus objetivava unir as nações da terra. Em Gênesis 17, Deus fala a Abraão: “Farei uma aliança contigo e te multiplicarei extraordinariamente, será pai de numerosas nações, e em ti serão benditas todas as nações da Terra.”
Para Deus, cada família é uma nação, meu prezado leitor.
Você que me lê, é um descendente de Abraão, portanto tem a responsabilidade de abençoar as nações da Terra. Quantas nações você já abençoou, e salvou? Onde está a sua túnica, meu prezado? Quando você irá desempenhar o papel que Deus lhe reservou? Não olvide que temos responsabilidades para com Deus, e eu, João Antonio Pagliosa, sei e reconheço que a minha túnica é falar, e escrever sobre a palavra de Deus. Ele me deu dons e eu não posso me omitir, porque se me omitir, Ele levantará outro em meu lugar. E se isso ocorrer, eu estarei fora da glória de Deus.
Todo aquele que possui túnica, também possui cetro e coroa. E o próprio Deus declarou, “ Vós sereis reis e sacerdotes.”
Quem é sacerdote em sua casa? Você, homem, precisa assumir o seu papel e você mulher, aprenda a ser submissa a seu marido, porque quando o homem não assume seu papel, Deus levanta a sacerdotisa. Porém quando o homem acordar de sua letargia e assumir o papel de sacerdote, a esposa compreenderá e o apoiará.
Lar onde o marido exerce plenamente o papel de sacerdote, é lar cheio de unção de Deus, e esta família prosperará e viverá a felicidade do Senhor!
Deus é rei e tem túnica, cetro e coroa. Nós cristãos somos seus representantes, e precisamos ter túnica, cetro e coroa.Davi era odiado pelo rei Saul, que tentou matá-lo em várias ocasiões. E em pelo menos três situações, Davi poderia ter matado Saul, mas ele não fez isso, porque reconhecia que Saul era ungido do Senhor, e Davi confiava em Deus, e nós não podemos envergonhar Deus com ações falhas e inadequadas. Não podemos vestir túnica que não nos pertence!
E Davi venceu Golias, unicamente pela sua fé! Diante de Deus, você não é diferente de Davi, e, portanto, também poderá sobrepujar seus gigantes. Você derrubará, exterminará, aniquilará todos os seus gigantes, isto é, as suas dificuldades e seus problemas serão vencidos, unicamente pela sua FÉ, se perseverar em Jesus Cristo.
Então, meu prezado, assuma o compromisso de cuidar de seu Ministério perante Deus, e perante você mesmo.
Vista sua túnica de acordo com seus dons!
Para cada ministério, existe uma túnica. E há uma infinidade de dons, eles são incontáveis, porém Deus deu pelo menos um a você. Descubra seu dom e seja cuidadoso, zeloso com o ministério que Deus lhe reservou, e saiba que Ele irá prova-lo. Ele o testará! Lembra-se da parábola dos talentos? Pois é!
E Deus nos criou únicos. Somos todos iguais para a salvação, mas não somos iguais para a função. “Faça cada um, de acordo com seus dons.”
O rei Saul, regrediu porque desobedeceu a Deus, portanto tenha muito cuidado com a porta de juízo em sua vida. Não olvide que Deus é fogo consumidor!
E a história de Jó, nos mostra que o diabo pode tirar tudo na vida de cada um de nós. Mas o diabo não pode nos tirar o propósito que Deus nos reservou. A túnica ministerial de Jó, era Intercessão, e a Bíblia nos mostra que a partir do instante que Jó orou pelo próximo, ele prosperou. E a unção, ora, ela veio dobrada! Jó recuperou tudo que perdera… E recuperou em dobro.
Ninguém ganha de Deus em abençoar! Tanto Josué, quanto José, quanto Davi, quanto o próprio Jesus, são exemplos magníficos que ilustram isso.
Você pode ter sido retirado de seu território, a exemplo de José, mas Deus irá lhe abençoar, onde quer que você esteja. Daniel foi jogado na cova de leões famintos, mas Deus amava Daniel, e simplesmente ordenou que os leões jejuassem naquele dia. E Daniel saiu ileso!
Deus comerá os seus inimigos como pão, como saboroso brioche, porque Ele está preocupado com você e que você seja vitorioso; mas enquanto você murmurar, você não será abençoado. Enquanto você transgredir, você continuará sofrendo.
Ora, pare de sofrer! Confie plenamente em Deus, com fé inabalável, e esvazie-se de si mesmo, e então será luz do mundo, será sal da terra. Iluminará e dará sabor aos que o cercam.
Nota de esclarecimento: O presente artigo foi escrito baseado na ministração do Pastor Aparecido Rodrigues, na Igreja Meva, em Curitiba.
(João Antonio Pagliosa, engenheiro agrônomo – www.palestrantejoaopagliosa.bl ogspot.com.br)
Curitiba, 27 de fevereiro de 2018.