Campo Grande
TVE Cultura completa 1 ano de transmissões digitais e prepara nova atração
Assinatura TVE foto

Legenda: Juliano Gogosz, Bosco Martins, Danilo Magalhães, procurador jurídico da Fertel, e LupércioMarques. Foto: Iasmin Biolo/Fertel

A TVE Cultura completa neste dia 8 de agosto o primeiro aniversário do início das transmissões digitais, em Campo Grande e Dourados. E, junto com a melhora na qualidade de som e imagem –que em breve deve chegar a mais municípios no interior–, a emissora pública sul-mato-grossense trabalha para qualificar sua programação regional, seja por meio de produções próprias ou parcerias, como a que levará ao ar a partir de 24 de agosto o programa Conexão Cidade TV.

A parceria envolvendo a nova atração foi firmada entre o diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), Bosco Martins, e o proprietário da Agora Comunicação, Marketing e Eventos, Lupércio Marques, que resultará em uma nova atração focada em variedades e entretenimento nas tardes de domingo.

O programa surgiu em 1989 e, após o sucesso entre os anos 1990 e 2000, retornou neste ano em ambiente virtual. A ideia de seu criador é mostrar para o Estado shows, eventos, acontecimentos sociais e as cidades de Mato Grosso do Sul.

“A TVE Cultura sempre foi reconhecida por sua programação diferenciada, focada na educação, informação e diversão para toda a família. Com o sinal digital, essa qualidade passou a chamar ainda mais a atenção da população. Agradecemos a oportunidade de, por meio desta parceria, podermos fazer parte deste projeto único”, disse Lupércio.

Bosco Martins, por sua vez, deu boas-vindas ao novo colaborador da emissora. “Acreditamos que o Conexão Cidade TV vai cobrir uma lacuna ainda existente em nossa programação, dando visibilidade à sociedade de Mato Grosso do Sul. Essa inclusão garante, ainda, a manutenção de nossa preocupação com a regionalização da nossa produção, na qual a produção local continuará a ser destaque”, explicou o diretor-presidente.

Parcerias já permitiram à TVE Cultura exibir programas como o Segurança em Pauta, o MP na TV e a produção audiovisual de universidades públicas e privadas. A grade ainda conta com produções locais, como a série Guateka –que estreia nesta sexta-feira (10) e aborda a realidade da reserva indígena de Dourados sob olhares de adolescentes–, e conteúdo criado pela emissora, como o Giro do Esporte e o Panorama MS.

Novas atrações vem sendo estudadas para serem incorporadas à grade, que conta ainda com a programação nacional da TV Cultura de São Paulo, considerada uma das melhores do mundo conforme pesquisa encomendada pela BBC.

Digitalização

Em 8 de agosto de 2019 entrou em operação o transmissor digital da TVE Cultura. Viabilizado por meio de acordo com a Claro/Embratel, ao lado de antenas de retransmissão digitais, o equipamento permitiu à Fertel antecipar as metas da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para encerramento das transmissões analógicas em Campo Grande e Dourados.

“Os esforços de servidores e parceiros permitiram que iniciássemos as transmissões de nossa TV digital na Capital e em Dourados, antecipando em meses os prazos dados pela Anatel. Além disso, permitiram que atendêssemos uma das exigências do governador Reinaldo Azambuja e do secretário Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) em relação a todos os órgãos do Estado: se valer da criatividade para melhorar a prestação de serviço”, destacou Bosco.

Diretor da TVE Cultura, Cezar Roriz lembra que o processo de modernização da emissora continua. “Logo depois de iniciarmos as transmissões digitais, transferimos o sinal do satélite para o StarOne C2. Com isso, não apenas as áreas rurais de Mato Grosso do Sul, mas diferentes regiões da América do Sul passaram a receber nossas transmissões”, destacou. Estima-se que 70 milhões…