Esporte
Thiaguinho destaca jogo mais veloz e espera novas chances na lateral

Thiaguinho destaca jogo mais veloz e espera novas chances na lateral

O volante Thiaguinho estreou pelo Corinthians no último sábado, sendo titular da lateral direita no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Contente pela oportunidade, ele reconheceu que sofreu pela rapidez do gramado da Arena durante o primeiro tempo, mas avaliou como bom seu desempenho e assegurou que está pronto para jogar no setor em outras ocasiões.

“Acredito que o que mais chamou a atenção e causou dificuldade para mim foi a velocidade da bola aqui no gramado da Arena. É muito mais rápido do que eu estava acostumado, demorei um pouco para pegar o ritmo e o quique da bola”, explicou o volante de origem, que só havia atuado profissionalmente em divisões inferiores de São Paulo, a última delas na A2, pelo Nacional, acreditando que conseguiu melhorar com o tempo.

“Como eu mesmo disse antes, é questão de tempo para se adaptar. Acredito que no segundo tempo eu consegui ir melhor, cheguei bem ao ataque, troquei passes. Estou preparado para jogar ali, sim”, afirmou o atleta acionado para que Fagner pudesse descansar antes da partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, contra o Colo Colo.

Mantuan, reserva imediato do atleta da Seleção Brasileira, sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda no último amistoso preparatório durante a Copa do Mundo, contra o Cruzeiro, e está em fase final de recuperação. Para as oitavas, no entanto, ele é a única opção caso Fagner não fique à disposição, já que Osmar Loss preferiu guardar a inscrição de Thiaguinho para uma possível quartas de final.

De olho nessa possibilidade, Thiaguinho assegurou estar pronto para se firmar na nova posição. “Olha, eu não tenho problemas em atuar ali, joguei até algumas vezes nos amistosos. Acho que tem um problema porque você não tem a saída para os dois lados, como acontece quando jogo de volante. Mas é questão de adaptação mesmo”, continuou o jovem.

Emprestado até o final do próximo Estadual para o Timão, ele ainda deixou claro que não iniciou conversas para a aquisição dos seus direitos econômicos e uma natural valorização profissional. “Deixo isso para os meus empresários, não tem por que ficar pensando muito”, concluiu o meio-campista.

Fonte: Gazeta Esportiva