Internacional
Sniper decapitou comandante do Estado Islâmico com um tiro

ng5945603Segundo a imprensa britânica, o sniper faria parte de um pequeno contingente secreto de tropas especiais britânicas infiltradas em território inimigo, na Síria, que combatem o Estado Islâmico.

A morte do comandante jiadista ocorreu quando o terrorista estaria a demonstrar, perante uma plateia de cerca de 20 pessoas, como se decapita um prisioneiro, revela o jornal britânico “Daily Express”.

O atirador de elite das “SAS”, as forças especiais britânicas, estaria a cerca de 1,2 quilómetros do alvo e manuseava uma espingarda Dan .338 equipada com supressor de som e municiada com uma bala preparada para infligir ferimentos de grandes dimensões.

“O comandante permaneceu em pé durante uns segundos antes de cair e foi aí que o pânico começou. Mais tarde soubemos que os recrutas desertaram. Livramo-nos de 21 terroristas com uma bala”, disse uma testemunha militar ao “Daily Express”.

O jiadista atingido era temido na região e conhecido pelos seus atos cruéis.