Polícia
PMA autua proprietário rural em R$ 5,7 por desmatamento ilegal de vegetação nativa

Campo Grande (MS) –  Equipes da PMA que trabalham na operação Padroeira do Brasil nas propriedades rurais, na prevenção ao tráfico de papagaios, estão realizando vistorias relativas à Operação Cervo-do-Pantanal, contra o desmatamento ilegal de áreas coincidentes com as regiões determinadas à fiscalização nesta operação Semana Santa, como forma de racionalização de recursos humanos e materiais.

Ontem (10) à tarde, um infrator foi autuado em Terenos, em R$ 5.790,00, pelo desmatamento de 5,79 hectares, medidas com uso de GPS, em sua propriedade localizada no assentamento Patagônia, na área rural do município.

O desmatamento verificado por imagem de satélites ocorrera entre 2013 e 2015 e havia pastagem no local. Em outra parte da área desmatada, a madeira e tocos das árvores derrubadas ainda se encontravam no local.

O Infrator (66), residente no centro de Terenos, que confessou ter efetuado a supressão vegetal, responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. O proprietário rural foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.