Polícia
Operação Back Door é deflagrada em Aparecida do Taboado e Campo Grande

Operação Back Door é deflagrada em Aparecida do Taboado e Campo Grande

Ministério Público de Mato Grosso do Sul realiza a Operação Back Door, por meio do GAECO, que dá apoio à investigação desenvolvida pela 1ª Promotoria de Justiça de Aparecida do Taboado. A Equipe cumpre, nesta terça-feira (3/7), 10 mandados de busca e apreensão e 01 mandado de prisão temporária, nas cidades de Campo Grande e Aparecida do Taboado.

A prisão temporária foi decretada em desfavor do Secretário de Administração do Município de Aparecida do Taboado. Todas as ordens foram expedidas pelo Juízo da 1ª Vara da Comarca do Município.

Foram alvos de busca e apreensão, as Secretarias de Administração e Obras do Município, a Procuradoria-Geral, a empresa responsável pela realização do certame, além de servidores, ex-servidores e particulares.

A investigação tem por objetivo apurar a prática do crime de fraude em concurso público e outros, tendo como foco o concurso público deflagrado pelo Município de Aparecida do Taboado, via edital nº 001/2018, para o provimento de vários cargos públicos de seu quadro permanente. As provas do certame foram realizadas no último dia 24 de junho de 2018.

Back Door

O nome da operação, em tradução literal, significa “porta de trás” e foi adotado em referência às pessoas que desejam ingressar no serviço público sem se submeter às regras do concurso público, o qual deve ser sempre realizado dentro de padrões rígidos de lisura, garantindo a todos os candidatos condições iguais de competição.