Polícia
MS teve 6 assassinatos no Feriadão, maioria a facadas e por motivos fúteis

MS teve 6 assassinatos no Feriadão, maioria a facadas e por motivos fúteis

Nos quatro dias desse Feriadão de Independência, seis pessoas foram assassinadas em Mato Grosso do Sul. Os números aumentam a estatística da violência no Estado que desde o começo do ano já somam 376 homicídios.

Do dia 7 de setembro até a noite deste domingo (10), a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) registrou seis homicídios no Estado, a maioria deles por motivos fúteis e com facas como arma do crime. Em 2016, o feriado do Dia da Independência caiu em uma quarta-feira, e da data até domingo o mesmo número de mortes foi contabilizado pela polícia.

Ainda segundo a Sejusp, do dia 1º de janeiro até esta segunda-feira, o número de homicídios dolosos, quando há intenção de matar, já chegam a 356 em todo o Estado. No mesmo período, 20 feminicídios aumentam a estatística de morte violentas em Mato Grosso do Sul.

No mesmo período do ano passado, do primeiro dia do ano a 11 de setembro, foram registrados 383 casos de homicídio doloso e 21 de feminicídio, que até o dia 31 de dezembro somaram 34 mortes de mulheres. Em todo o ano de 2016 foram 559 assassinatos investigados pela polícia.

Os casos

Na noite de sexta-feira (8) Adivaldo Marcelino da Silva, o Lagoinha de 43 anos, foi morto com um tiro de espingarda, calibre 28, pela ex-mulher. Depois de matar o homem, Cleusa Lizardo do Nascimento, de 49 anos, confessou a autoria do homicídio para o genro e para a filha e pediu que ela chamasse a polícia.

A família da mulher afirmou que mesmo separada de Lagoinha a cinco anos, ela sofria com as constantes agressões do ex.

Com 41 anos, Maurício da Silva Ricarte foi encontrado morto a facadas na manhã de sexta-feira (8), em uma fazenda no distrito de Nova América, em Caarapó. O corpo foi encontrado pelo patrão da vítima, enquanto o casal suspeito pelo crime dormia em outro cômodo da residência.

Os suspeitos, um homem de 37 anos e uma mulher de 49, estão presos e a polícia suspeita que a morte tenha motivação passional.

Mauro Benites, de 20 anos, morreu após ser esfaqueado no peito. O crime aconteceu na noite de sábado (9) na zona rural de Dourados, a 226 quilômetros de Campo Grande. O rapaz era de Amambaí e estava na cidade há oito dias para trabalhava na colheita de milho.

Em Bandeirantes, a 74 quilômetros de Campo Grande, Fábio Ramos Domingos, de 19 anos foi assassinado com um golpe de faca no pescoço por Marciano Ferreira Barbosa, de 45 anos. Fábio foi encontrado ainda com vida na tarde deste domingo (10), mas não resistiu ao ferimento. O autor foi preso minutos depois e confessou o crime. (Foto: Celso Daniel// local da morte de Adivaldo, em Três Lagoas)