Campo Grande
Governador assina ordem de serviço para reforma do Ginásio Guanandizão nesta quinta-feira

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja e o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, assinaram nessa quinta-feira (31.01) a ordem de serviço da reforma e adequação do Ginásio Guanandizão, em Campo Grande, fechado há quase cinco anos. Os recursos para a obra são oriundos do Governo do Estado por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (FUNDESPORTE), no valor de R$ 1,8 milhão e a Prefeitura é a responsável pela obra do local. As parcelas do valor total destinado a reforma já foram repassadas ao município, em dezembro de 2018.

A solenidade aconteceu durante o anúncio do Calendário Esportivo da Prefeitura, no Armazém Cultural, na Avenida Calógeras.  Na ocasião, também foi assinado o Protocolo de Intenções de dois convênios para eventos em 2019, no valor de R$ 80 mil. O documento prevê R$ 45 mil para os Jogos Radicais Urbanos e R$ 35 mil para a Copa Campo Grande de Futebol Amador e Super Copa dos Campeões. Os recursos são provenientes do Fundo de Investimentos Esportivos (FIE/MS).

Durante o pronunciamento o Governador Reinaldo Azambuja ressaltou a parceira que existe entre o Estado e os Municípios. “Temos feito parcerias que resgatam opções para a sociedade. A revitalização do Guanandizão é uma delas. Agora, estamos finalizando uma nova que vai ultrapassar R$ 250 milhões. Vamos tocar 30 obras importantes em todas as regiões – reconstruir vias públicas, destravar projetos estruturantes e atender as necessidades da cidade”, comunicou.

Estiveram presentes no lançamento do calendário esportivo o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad; o secretário especial Carlos Alberto de Assis; os gerentes da Fundesporte, Paulo Ricardo Nuñez, Luiz Stopa, Domingos Sávio e Rodrigo Miranda, o diretor da Funesp, Rodrigo Terra, deputados estaduais e federais; e vereadores e secretários municipais.

Logo após a assinatura da ordem de serviço, foi feita uma vistoria, que deu início a recuperação da parte interna do local, os pisos estavam sendo retirados, e os moradores locais puderam acompanhar de perto.

“Estamos super ansiosos e na expectativa a muito tempo, esperamos poder voltar rapidamente para poder utilizar deste espaço maravilhoso”, diz a moradora do Piratininga, Carla Franco Aveiro.

A vistoria foi estendida para a pista de atletismo do Parque Ayrton Senna, onde as obras estão a todo vapor, e segundo o responsável, a previsão é que a entrega da pista, seja feita no aniversário da Capital, mais uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Campo Grande.

Guanandizão

Fechado há quase cinco anos, o Ginásio Guanandizão passará por obras de revitalização graças a união de esforços do Estado e do Município. Repassados pelo Executivo Estadual, os recursos para a obra já estão disponíveis nos cofres da Prefeitura.

A empresa que venceu a licitação para a reforma, Ajota Engenharia e Construção Ltda, tem até 330 dias (11 meses) para entregar a obra do ginásio, a partir da assinatura da ordem de serviço. Orçada inicialmente em R$ 2,387 milhões, a reforma e adequação foi licitada por R$ 1,881 milhão – uma economia superior a meio milhão de reais.

Inaugurado em 1984, o ginásio Guanandizão faz parte da história de Campo Grande. A capacidade do local é de 8.240 pessoas. Conhecido como “Templo do Esporte”, será entregue à população completamente reformado e readequado. Uma obra emblemática com conclusão prevista para o mês de agosto, um presente para a Capital, que completará 120 anos de emancipação.

O prédio, que estava interditado desde 2013 pelo Corpo de Bombeiros Militar por conta de falhas na estrutura hidráulica, deve voltar a abrigar eventos da Seleção Brasileira de Vôlei, Copa Brasil de Futsal e jogos escolares e universitários, incentivando o esporte e a cultura e fomentando a economia regional.

Segundo o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Marcelo Miranda, a revitalização é um grande anseio dos desportistas do Estado. “Após a inauguração e reabertura do Guanandizão, vários eventos tantos desportivos como culturais e religiosos poderão ser realizados no local, movimentando a cidade e consequentemente a economia”, diz.

Bruno Chaves – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Vanessa Ayala – Fundesporte

Foto: Chico Ribeiro