Destaques
Filho de vereador de Ponta Porã e atacado a tiros em Shopping na Fronteira

Gabriel Espínola Candia, de 26 anos, foi atingido por disparos de pistola calibre .9mm; suspeitos pelo crime conseguiram fugir

Filho de vereadora de Ponta Porã e atacado a tiros em shopping situado na cidade de Pedro Juan Caballero na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

A vítima foi identificado como o jovem brasileiro promotor de eventos, Gabriel Espindola Candia (26) que na tarde de sábado (31) por volta das 14:30hs, se encontrava no pátio de comidas do “Shopping China”, onde ao sair foi atacado pelos pistoleiros, momento em que os turistas que se encontravam almoçando na companhia de seus familiares e amigos, que ao ver o individuo com arma em mão iniciaram um corre corre tentando fugir do interior do pátio de comidas, o jovem que chegou a entrar no seu veiculo uma caminhonete da marca Toyota Hilux, cor preta, placa de Nova Andradina do estado do Mato Grosso do Sul, foi atacado por um outro pistoleiro que se encontrava, segundo testemunhas, no interior de um veiculo tipo Onix realizou contra a camioneta aproximadamente 11 disparos de pistola do calibre 9mm, dos quais dois feriu o jovem e um pegou de refilão, o mesmo auxiliado pelos integrantes do Corpo de Bombeiros Voluntários Vermelhos foi encaminhado a uma clínica particular da cidade, onde se encontra em estado de observação fora de perigo de morte.

A vitima e filho da Vereadora Any Espindola (PSDB) e neto do senador vitalício Pablino Espindola (ANR) do Paraguai, o ataque gerou um pânico generalizado nos presentes no pátio de comidas do Shopping China, onde varias mães tiveram que correr com seus filhos pequeno nos braços e outros abandonaram ses pertences nas mesas durante o corre corre que se desatou quando o indivíduo quando se iniciou os disparos de arma de fogo contra a vitimA, onde no dia 25 de junho deste ano foi morto a tiros o ex-policial paraguaio Milciades Barreto Paredes (43) que saia do local acompanhado pela filha, quando foi executado a tiros de fuzil.

Agentes da Divisão de Homicídios e da Polícia Técnica alertados sobre o caso chegaram ao local, onde realizaram os procedimentos de rigor e posteriormente deverá visitar o ferido a fim de conhecer maiores detalhes que possa levar a identificação dos pistoleiros.

Gabriel foi sócio de um dos filhos de Jarvis Pavão, considerado um dos maiores traficantes da atualidade na fronteira, em uma empresa de eventos artísticos.

Fonte: Pora News