Evangelho do dia
Evangelho de hoje: Mt 12,14-21
TEMPO COMUM
Os fariseus saíram dali e deliberaram sobre os meios de o matar. Jesus soube disso e afastou-se daquele lugar. Uma grande multidão o seguiu, e ele curou todos os seus doentes. Proibia-lhes formalmente falar disso, para que se cumprisse o anunciado pelo profeta Isaías: Eis o meu servo a quem escolhi, meu bem-amado em quem minha alma pôs toda a sua afeição. Farei repousar sobre ele o meu Espírito e ele anunciará a justiça aos pagãos. Ele não disputará, não elevará sua voz; ninguém ouvirá sua voz nas praças públicas. Não quebrará o caniço rachado, nem apagará a mecha que ainda fumega, até que faça triunfar a justiça. Em seu nome as nações pagãs porão sua esperança.