Destaques
Em Porto Murtinho, alunos perdem aulas porque ônibus escolar está sem pneus

Em Porto Murtinho, alunos perdem aulas porque ônibus escolar está sem pneus

Os alunos da área rural de Porto Murtinho, a 454 km de Campo Grande, estão com dificuldades para ir à escola. Com o atraso na entrega de novos pneus para os veículos, alunos de algumas fazendas não compareceram às aulas nesta terça-feira (16). Além disso, as chuvas e estradas enlameadas fazem com que a situação seja corriqueira.

Um leitor informou ao Jornal Midiamax que alunos de seis fazendas foram informados que não irão às aulas durante a semana. Segundo ele, os alunos são informados sobre a falta de aulas com muita frequência.

O gerente de transportes do município, Aguinaldo Dionísio, explica que os alunos estão sem aula pela falta de pneus, mas que os alunos frequentarão as aulas já na terça-feira (16). “Devido ao feriado, a empresa que entrega não mandou os novos pneus. Estes ônibus enfrentam estradas rurais, então os pneus furam. A gente tinha feito a compra, mas demoraram a entregar. Amanhã, a situação já volta ao normal”, afirma. O município possui seis ônibus para o transporte dos alunos e os veículos responsáveis por duas rotas na área rural estão sem os pneus.

O gerente de transportes afirma que os alunos faltam com uma certa frequência às aulas devido às chuvas e o risco de atolamento nas estradas, principalmente nesta época do ano, já que as chuvas são mais intensas. “Quando chove muito, tem locais que o ônibus não passa. Muitas vezes os moradores reclamam, mas não chegam a ter conhecimento da causa. Como vai mandar o ônibus se a estrada está chega de lama? Não podemos colocar um monte de crianças em um ônibus que pode atolar”, diz.

Aguinaldo também ressalta que os ônibus são antigos, mas que passam por manutenção regularmente. “O ônibus estraga, é uma máquina de cinco, seis anos, é normal. Às vezes quebra um freio, dá problema na mola… são estradas sem asfalto, com buracos, isso acontece”.

Apesar dos problemas no transporte dos alunos da área rural para a cidade, o gerente garante que as escolas são avisadas e que os alunos não são prejudicados ao faltar.

Fonte: Midia Max