Brasil
Dia de compartilhar a refeição relembra a importância de dividir à mesa com familiares

refeição com a família

Se você ama cozinhar e receber convidados em casa, saiba que foi criado um dia todo dedicado à essa temática. 

Está começando um movimento no Brasil, onde milhares de pessoas que amam cozinhar estão se programando para preparar um café da manhã, almoço ou jantar para seus convidados no dia 15 de Setembro.

Nesse dia todos os anfitriões cozinheiros têm o grande desafio de preparar pratos típicos que resgatam as suas raízes culturais. Apresentando aos seus convidados receitas caseiras que marcaram a sua vida.

“A decisão de criar um dia dedicado ao compartilhamento de refeição surgiu após observarmos que cada vez menos as pessoas estão se sentando ao redor da mesa para fazer refeições compartilhadas com seus familiares.

As crianças e adolescentes já não vivenciam tão frequentemente esse momento de partilha que a geração passada tanto vivenciou. Pesquisas mostram que estamos correndo o risco de perder essa cultura nas próximas gerações.
Através deste dia queremos estimular e resgatar o momento da partilha.

Várias das boas memórias que temos, estão relacionadas a momentos que dividimos a comida com alguém. 

O ato de compartilhar as refeições com a família e amigos é milenar, porém está se tornando um evento cada vez menos presente na rotina das pessoas. 

Comer juntos sempre proporcionará uma felicidade única no ser humano” 
Explica Flavio Estevam organizador do movimento

Pesquisadores afirmam que nesses momentos especiais são liberadas importantes substâncias no cérebro. As mesmas que proporcionam sensação de prazer e bem-estar.
Em paralelo, estudos revelaram que a grande maioria dos brasileiros não leva mais do que meia hora do começo ao fim da refeição.

Fortalece os laços afetivos

Ao sentarem em torno da mesa para dividir uma refeição, as pessoas se veem diante da possibilidade de compartilhar suas experiências vividas no dia e se conhecer mais intimamente. Essa é uma maneira de reforçar os vínculos. Por isso, essa prática pode até ser um aliado contra a depressão.

O escritor francês Michael Pollan, considera compartilhar uma refeição como um dos fundamentos da família e, por consequência, da formação da sociedade. É na mesa, observando nossos semelhantes comendo, que aprendemos os primeiros hábitos sociais.

É também o momento da partilha, quando conversamos, nos divertimos e saboreamos os alimentos.

Daí vem o fato de relacionarmos algumas de nossas boas memórias a momentos em que dividimos comida com alguém. Mais do que matar a fome, compartilhar uma mesa é saborear e estar junto. É a ideia de que comer pode ser uma experiência.

Toda organização é feita online pelo site www.diadecompartilhararefeicao.com.br
Qualquer pessoa, pode se tornar um anfitrião e preparar um café da manhã, almoço ou jantar na sua casa no dia 15 de setembro.

O anfitrião se cadastra no site, determina  a quantidade de pessoas que deseja receber e descreve o menu que irá servir no dia.

Os anfitriões podem convidar pessoas próximas como seus familiares, amigos, vizinhos e demais pessoas que gostaria de compartilhar a sua refeição.
Qualquer pessoa pode pedir um convite para os anfitriões participantes pelo site www.diadecompartilhararefeicao.com.br

A organização estima que mais de 200 mil pessoas participem do dia de compartilhar a refeição em todo o Brasil e outros 50 países.