Esporte
Com apoio do Estado, Costa Rica se prepara para receber o Rally dos Sertões

Campo Grande (MS) – Costa Rica e região, que integram a Rota Cerrado do Pantanal, se preparam para receber o Rally dos Sertões 2019, que passa pela cidade após a largada em Campo Grande, no dia 24 de agosto, com todos os segmentos se unindo para fomentar a economia e alavancar o turismo de natureza e aventura. O município estima um giro financeiro em toda a cadeia produtiva de R$ 2 milhões em apenas um dia de evento.

A escolha de Campo Grande como largada de uma das maiores competições mundiais de off-road, com a prova cruzando a região nordeste até a divisa com Mato Grosso, é resultado da ação conjunta do Governo do Estado e da prefeitura da Capital. Ao apoiar o evento, o governador Reinaldo Azambuja destacou o seu potencial na divulgação do Estado como polo turístico e o forte cunho social junto às comunidades situadas na rota da competição.

Costa Rica se potencializa como capital dos esportes de aventura da região Centro-Oeste

“Em 2017 tivemos a chegada em Bonito, depois da passagem por Coxim e Aquidauana. Agora, com a largada em Campo Grande, MS se torna vitrine para o mundo. Nossa estratégia é divulgar atrativos, belezas naturais e potencialidades turísticas para que brasileiros e estrangeiros possam conhecer nosso Estado”, afirma o governador.

Capital dos esportes radicais

Com esse foco, a cidade de Costa Rica, distante 340 km de Campo Grande, está unida para deixar sua marca na passagem do rally e multiplicar a ação do Governo do Estado em dividendos para o turismo, uma das vocações da região. Com o apoio da Fundação de Turismo de MS (Fundtur), a prefeitura local vem mobilizando todo o trade e outros segmentos para garantir um receptivo e um serviço de qualidade aos competidores e aos turistas.

Balneário do Parque da Lage: piscinas naturais, trilhas radicais, grutas sob pedras e mirantes

“A escolha de Costa Rica como cidade-pouso do rally, depois da prova passar nos arredores e chegar em Coxim, em 2017, é uma grande oportunidade de consolidarmos a região como o centro dos esportes radicais do Centro-Oeste”, disse Keyler Simey Garcia, secretário municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura. “A parceria do Estado tem sido fundamental para conquistarmos cada vez mais espaços e visibilidade nacional através de grandes eventos.”

O presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Costa Rica, Anderson Dias, está entusiasmado com o impacto positivo para a economia local com a passagem do rally. “Estamos colhendo mais uma semente para o futuro e temos que nos prepararmos para potencializar a região no turismo”, disse. “O Governo do Estado não esqueceu de Costa Rica e tem desempenhado papel importante, como garantir o acesso à região com boas estradas”, ressaltou.

Parque Natural Salto do Sucuriú deve bater recorde de visitação na passagem do Rally dos Sertões

Cenário de belezas naturais

Segundo o secretário, o empresariado e a população local estão engajados na mobilização em torno do evento para que a cidade ofereça o melhor em serviços aos participantes do rally e bom atendimento e organização nos roteiros turísticos para atender a grande demanda de visitantes prevista no período. Keyler informou que Costa Rica tem 480 leitos, mas outros 500 são oferecidos em alojamentos municipais com conforto e qualidade, além de hospedagem em residências.

“Um evento como esse, além de movimentar a economia, mostra nosso município para o Brasil e o mundo através da mídia. Por isso, trabalharemos e não vamos medir esforços para que Costa Rica faça bonito e seja sucesso na edição 2019 do Rally dos Sertões”, enfatiza o secretário, lembrando que a cidade já sediou a Copa América e se prepara para receber, em julho, o Campeonato Mundial de Mountain Bike, com mais de três mil pessoas.

Casa de Pedra, na Trilha do Jequitiba, criada por um morador, ao lado da Cachoeira da Lage

Costa Rica é considerada um dos destinos preferidos para os amantes do turismo de natureza e aventura, com extensas reservas preservadas e rios cristalinos. Além de oferecer roteiros potenciais para grandes competições, o visitante desfruta de belezas naturais e experiências incríveis de rafting, trilhas, caminhadas, rapel, tirolesa em meio aos banhados e matas e passeios às grutas, cachoeiras e aos parques Nascentes do Taquari, das Emas, da Lage e Salto do Sucuriú.

Mapa do roteiro desenhado para o Rally 2019, com 4.744 km: 40 cidades em sete estados

Roteiro inclui 40 cidades

O Rally dos Sertões movimenta toda a cadeia produtiva das cidades por onde passa. Cerca de 1.700 pessoas que compõem a caravana da competição fazem compras e usam serviços locais durante a prova, como hotéis, supermercados, bares e restaurantes; postos de gasolina, farmácia, lojas, serviços de manutenção de veículos e muito mais. Outro fator importante é a divulgação das cidades, roteiros turísticos e das belezas naturais dos estados através da mídia.

A programação divulgada pela organização do rally estima que a competição em 2019 cruzará mais de 1.000 km de estradas, entre Campo Grande, Costa Rica e o limite com Barra do Garças (MT), com chegada prevista para 1º de setembro em Aquiraz, no Ceará, passando por 40 cidades em sete estrados. O trajeto total será de 4.744 km. A prova já passou pelo Estado em 2017, com chegada em Bonito. Aquidauana e Coxim também fizeram parte do roteiro.

Mais informações: www.turismocostarica.ms.gov.br

Texto: Sílvio de Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Edemir Rodrigues