Mato Grosso do Sul
Cerimônia de beatificação do Padre Donizetti é marcada para novembro em Tambaú

Padre Donizetti Tavares de Lima nasceu em Cássia (MG) em 3 de janeiro de 1882 — Foto: Reprodução/EPTV

Em 8 de abril, o Papa Francisco aprovou o decreto reconhecendo um dos milagres realizados pela intercessão do sacerdote brasileiro, o que possibilitou que ele tornasse santo.

A celebração do rito de beatificação do Padre Donizetti Tavares de Lima foi marcada para 23 de novembro, às 9h, em Tambaú (SP). O anúncio foi pela Diocese de São João da Boa Vista (SP).

O Portal Fronteira News recebeu convite para fazer a cobertura do evento um dos mais  importante da Igreja Católica neste ano de 2019.

Em 8 de abril, o Papa Francisco aprovou o decreto que reconhece um dos milagres realizados pela intercessão do sacerdote brasileiro Donizetti Tavares de Lima, o que possibilitou dar andamento ao processo da sua beatificação que estava no Vaticano desde 2012.

Membro da comissão de beatificação do padre Donizetti, Leonardo Spgia Real disse a reportagem que o Papa Francisco vai encaminhar o Cardeal Giovanni Angelo Becciu, Prefeito da Congregação da Causa dos Santos para representá-lo na cerimônia.

Convite enviado ao site Fronteira News

Para Real a definição da data foi importante para organização da celebração que é esperada há 27 anos desde quando o processo foi iniciado, em 1992.

“De lá para cá estamos na expectativa dessa data e depois dessa data a gente renova a expectativa com relação ao milagre que será necessário para a canonização para fechar esse ciclo, mas sem dúvida é de grande importância essa data para todos nós, para a cidade e os romeiros”, disse.

Ele comemora que, a partir da beatificação, haverá a autorização de culto do padre.

“Até então a gente tem o milagre reconhecido pelo Vaticano, mas ainda não temos autorização do culto do padre e a partir dessa data o padre será inscrito no catálogo de santos e a igreja da diocese de São João da Boa Vista vai ter oportunidade de venerá-lo como santo”, comemorou.

Milagre

Os fiéis de Tambaú comemoraram o anúncio de que o Papa Francisco havia reconhecido um dos milagres de Pe. Donizetti com uma celebração no Santuário Nossa Senhora Aparecida que contou com a participação de Bruno Henrique de Oliveira, o menino de 12 anos que teve o pé torto congênito bilateral curado após sua mãe pedir a intercessão do religioso.

Trajetória

O padre Donizetti Tavares de Lima nasceu em Cássia (MG), em 3 de janeiro de 1882, foi ordenado padre em 1908 e morou os últimos 35 anos de sua vida em Tambaú, até falecer em 16 de junho de 1961, aos 79 anos.

Filho de um advogado e de uma professora, ele era de uma família abastada, mas largou tudo pelo sacerdócio. Padre Donizetti viveu por 35 anos em Tambaú e na década de 50 começaram os relatos de milagres que continuam até hoje.

A fama de santo veio ainda em vida. Na época, Tambaú tinha 4,5 mil habitantes (hoje são mais de 23 mil). Há relatos que em um único dia outros 200 mil romeiros estiveram na cidade em busca de graças. A situação começou a ficar perigosa e esse foi um dos motivos para que as bençãos chegassem ao fim.

Na década de 90, começou uma pesquisa sobre a vida, virtude e fama de santidade do padre. Em 2017, a Congregação para a Causa dos Santos concedeu ao padre o título de venerável.

Fiéis visitam o local onde o corpo do padre Donizetti ficou sepultado em Tambaú — Foto: Eder Ribeiro/ EPTV

Fiéis visitam o local onde o corpo do padre Donizetti ficou sepultado em Tambaú — Foto: Eder Ribeiro/ EPTV