Esporte
Atacantes corintianos tentam findar seca e evitar jejum de 2016

Os atacantes do Corinthians estão em cheque na atual temporada, principalmente no que se refere à posição de centroavante, carente após a saída de Jô. Na noite desta segunda-feira, contra o Red Bull, em Campinas, por sinal, eles tentam findar uma série de quatro partidas sem que algum deles balance a rede adversária, algo que não acontecia desde 2016.

Impulsionado pelo excelente desempenho de Jô e algumas contribuições pontuais de Clayson e Romero nos momentos difíceis, o Alvinegro não passou mais do que dois jogos em 2017 sem que um dos seus homens de frente anotassem um tento. Caso se contabilize os amistosos, Kazim também deixou sua marca.

Sem o camisa 7, porém, os comandados de Fábio Carille vêm encontrando muita dificuldades para que a finalizações dos avantes resultem em bola na rede. Neste ano, Dutra, Romero e Clayson, cada um uma vez, anotaram gols nas segunda e terceira rodadas do Paulista. Desde então, no entanto, apenas meio-campistas e defensores ficaram a cargo disso.

A última vez em que uma sequência tão grande assim foi registrada se deu no começo do segundo semestre de 2016. Depois de Romero ter ótima atuação frente ao Flamengo, com dois gols marcados, o Timão passou sete partidas sem contribuição dos atacantes até que Marlone anotou diante do Vitória, 50 dias depois, em Itaquera.

Enquanto não tem um novo camisa 9 para o setor, Carille acionará diante do Red Bull justamente os três que já balançaram as redes na temporada oficial: Clayson, Romero e Dutra, todos buscando ganhar moral para o esperado Derby do próximo sábado, em Itaquera.