Esporte
Adversário do Cruzeiro, Deportivo Lara tem dificuldades para deixar a Venezuela e jogar no Brasil

A crise que a Venezuela vive em função da divisão política no país, com a falta de energia elétrica há alguns dias e problemas de abastecimento, dificulta a saída do Deportivo Lara para enfrentar o Cruzeiro, na quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo B da Copa Libertadores. Uma fonte ligada ao Cruzeiro informou que o clube acompanha as dificuldades de viagem do adversário para deixar a Venezuela.

A tendência é de que a delegação do Deportivo Lara embarque para o Brasil às 20h30 desta terça-feira, ou seja, menos de 24 horas antes do duelo com o Cruzeiro. A assessoria de comunicação da Conmebol disse que a entidade acompanha as dificuldades encontradas pelo Lara para sair da Venezuela, mas que não há novidade sobre o assunto.

GloboEsporte.com tenta contato desde sábado com a assessoria de imprensa do clube venezuelano, mas não teve sucesso. as mensagens e chamadas não são respondidas.

Por conta dos problemas na Venezuela, o site oficial do Deportivo Lara está desatualizado. A última reportagem publicada na página foi na quinta-feira da semana passada, apresentando o jogo de estreia na Libertadores, contra o Emelec, que aconteceria naquela noite, mas que acabou sendo disputado apenas na sexta-feira, à tarde, por causa da falta de energia elétrica no país. A partida terminou com empate em 0 a 0. No Twitter, o clube postou, no domingo, algumas fotos do jogo de sexta-feira.

O Cruzeiro, que venceu o Huracán, por 1 a 0, no El Palacio, em Buenos Aires, na Argentina, lidera o Grupo B da Libertadores com três pontos, seguido de Emelec e Deportivo Lara, que somam um ponto cada. Sem pontuar na primeira rodada, o Huracán é o lanterna da chave.

Fonte. Globo Esporte