Cidades
Pesquisa do Procon Estadual registra diferença de 1.385% no preço de medicamento

Campo Grande (MS) – A necessidade de verificar preços antes de adquirir medicamentos ficou demonstrada em pesquisa realizada por equipe da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast). O trabalho foi realizado de 15 a 24 de maio, envolvendo 16 farmácias e drogarias em Campo Grande.

A diferença percentual registrada pelo Procon Estadual chega a absurdos 1.385% para aquisição de um mesmo produto em estabelecimentos diferentes, como é o caso de uma cartela com 10 comprimidos de ácido acetil salicílico (AAS) de 100 miligramas. O produto pode ser adquirido por R$ 1,00 na Drogaria Vitória ou por R$ 14,85 na Ultra Popular.

Outros produtos, cuja diferença de preços também pode ser considerada elevada são o Dimenidrato (Dramin) 50 miligramas, com 10 comprimidos, que é vendido na Drogaria São Bento por R$ 4,74, enquanto na Drogaria Levi custa R$ 44,68, ou seja, uma diferença de 842,62%, e o Captopril (genérico) 25 miligramas com 30 comprimidos vendido a R$ 3,91 em uma das farmácias Mais Popular e a R$ 34,30 na Drogasil.

O superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, afirma que “em se tratando de medicamentos, produtos indispensáveis para a população de maneira geral, a variação de preços justifica que o consumidor se dirija a diferentes farmácias, o que possibilitará economia na compra”. Nos 16 estabelecimentos pesquisados, conforme planilha em anexo, foram verificados 174 produtos, dos quais estão sendo divulgados 161 por estarem a venda na maioria dos locais visitados pela equipe do Procon Estadual.

Entre os estabelecimentos pesquisados pelo Procon/MS, a Farmácia Pague Menos foi a que apresentou maior número de produtos (74) com o menor preço, enquanto o maior número com preço mais alto (68) foi encontrado na Farmácia Preço Popular. A equipe visitou os seguintes locais: Farmácia Luizinho (avenida Coronel Antonino), Mais Popular (Nova Lima), Levi (Jardim Presidente), Pharmedeiros (Jardim Itália), Yokohama ( Vila Palmira), Drogasil (Vila Sobrinho), Vitória (Jardim Ouro Verde), Soloaga (Aero Rancho), São Bento (Centro), Droga 10 (centro), Preço Popular (centro), Freire (Monte Líbano), São Leopoldo (Vila Cidade), Ultrapopular (Vila Carlota), Pague Menos ( Vila Santa Doroteia) e Drogaraia (Jardim São Bento).

 

Waldemar Hozano – Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS)

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado (Arquivo)