Bela vista
Paróquia de Santo Afonso celebra missa do padroeiro com a presença de Dom João Gilberto de Moura

Paróquia de Santo Afonso celebra missa do padroeiro com a presença de Dom João Gilberto de Moura

Centenas de fiéis celebraram na noite desta quarta-feira (01/08) a festa de Santo Afonso de Maria Ligório, bispo e doutor da igreja. A celebração foi realizada na paróquia cujo o santo é padroeiro.

Presidida pelo bispo Dom João Gilberto de Moura da diocese de Jardim, e concelebrado pelo pároco, Pe. Hever Sanchez, a missa lembrou do trabalho realizado por Afonso, que também foi criador da congregação dos redentoristas que ofereceu sua vida para anunciar a copiosa redenção aos pobres e abandonados.

Além dos padres e do bispo da diocese, a cerimônia contou com a presença de autoridades civis e militares, entre elas, o prefeito Reinaldo Piti.

Dia de Santo Afonso

Celebramos, neste dia, a memória de um santo Bispo e Doutor da Igreja que se tornou pelo seu testemunho “Patrono dos confessores e teólogos de doutrina moral”. Afonso Maria de Ligório nasceu em Nápoles, na Itália, em 1696, numa nobre família que, ao saber das qualidades do menino prodígio, proporcionaram-lhe o caminho dos estudos a fim de levá-lo à fama.

Fieis lotaram a Igreja Matriz Santo Afonso

Com 16 anos doutorou-se em direito civil e eclesiástico e já se destacava em sua posição social quando se deparou, involuntariamente, sustentando uma falsidade, isto levou Afonso a profundas reflexões, a ponto de passar três dias seguidos em frente ao crucifixo. Escolhendo a renúncia profissional, a herança e títulos de nobreza, Santo Afonso acolheu sua via vocacional, já que o Senhor o queria advogando as causas do Cristo.

Santo Afonso Maria de Ligório colocou todos os seus dons a serviço do Reino dos Céus, por isso, como sacerdote, desenvolveu várias missões entre os mendigos da periferia de Nápoles e camponeses; isto até contagiar vários e fundar a Congregação do Santíssimo Redentor, ou Redentoristas. Depois de percorrer várias cidades e vilas do sul da Itália convertendo pecadores, reformando costumes e santificando as famílias, Santo Afonso de Ligório, com 60 anos, foi eleito Bispo e assim pastoreou com prudência e santidade o povo de Deus, mesmo com a realidade de ter perdido a amizade do Papa e sido expulso de sua fundação.

Entrou no Céu com 91 anos, depois de deixar vários escritos sobre a Doutrina Moral, sobre a devoção ao Santíssimo Sacramento e a respeito da Mãe de Deus, sendo o mais conhecido: “As Glórias de Maria”.

(Com informações da Canção Nova)

BV NEWS – Fotos: Edinho Corrêa e Enivaldo Acosta