Política
Exposição fotográfica online celebra o Dia do Pantanal

Exposição fotográfica online celebra o Dia do Pantanal

Idealizada pelo Programa Corredor Azul – Componente Pantanal, a exposição reúne fotos que retratam o cotidiano, a fauna e a flora da maior área úmida de água doce do mundo.

 Desde de 2008 é celebrado no dia 12 de novembro o Dia da Pantanal, uma data para refletirmos sobre o valor e a necessidade de conservação desse bioma único. Nesse ano, o Programa Corredor Azul – Componente Pantanal, coordenado pela Wetlands International, e implementado no Brasil pela Mupan – Mulheres em Ação no Pantanal, lança uma exposição fotográfica virtual em homenagem ao bioma. Mais de vinte pessoas participaram enviando imagens que retratam a diversidade da fauna e da flora do Pantanal, assim como cenas do dia-a-dia de quem vive nessas áreas úmidas.

 Além das fotos, a exposição também conta com trechos de poemas de Manoel de Barros, selecionados pela especialista na obra do escritor, Profa. Dra. Kelcilene Grácia Rodrigues, que atualmente realiza Estágio Pós-doutoral sobre a obra do poeta na Universidade do Porto, Portugal.

 Lançado no Brasil em agosto de 2018, o Programa Corredor Azul – PCA , da Wetlands International, tem como objetivo preservar a saúde ambiental e a conectividade do Sistema Paraná-Paraguai de Áreas Úmidas, como patrimônio natural para o sustento e subsistência das comunidades locais, e para o desenvolvimento sustentável da região. O PCA está focado em três regiões de áreas úmidas: o Pantanal (na região transfronteiriça que abarca Brasil, Bolívia e Paraguai); os Esteros de Iberá e o Delta del Paraná, na Argentina.

 Aprovada pelo Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente), a data em que se comemora o Dia do Pantanal homenageia o ambientalista Francisco Anselmo de Barros, o Francelmo, que, em 12 de novembro de 2005, morreu depois de atear fogo no próprio corpo durante ato público em defesa do Pantanal, realizado no calçadão da Rua Barão do Rio Branco, em Campo Grande, MS.

 A importância do Pantanal transcende fronteiras, sendo que algumas de suas áreas recebeu o título de Reserva da Biosfera ratificado pela Unesco, além de deter quatro áreas com o título de Sítio Ramsar, concedido pela Convenção sobre as Zonas Úmidas de Importância Internacional, conhecida como Convenção Ramsar. São elas: Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Rio Negro, em Aquidauana, Mato Grosso do Sul, e RPPN Sesc Pantanal, Parque Nacional do Pantanal, e Estação Ecológica Taimã, em Mato Grosso.

 A exposição, apoiada pela Natureza em Foco, conta a participação de mais de 20 pesquisadores de diversas instituições, e fica no ar até o fim do mês de novembro, está disponível no site da Mupan: https://www.mupan.org.br/

 Mais informações: (67) 3045-5456 e corredor_azul_pantanal@mupan.org.br