Bela vista
Em Bela Vista, marido é condenado a 18 anos de prisão por matar esposa

Foi condenado a 18 anos de prisão, pelo crime de feminicídio qualificado, o réu M.A acusado de matar a esposa Florinda Espinoza Ajala, a qual conviveu por cerca de 40 anos. O julgamento foi presidido pelo Juiz de Direito Vinicius Pedrosa Santos e realizado no Tribunal do Júri de bela Vista.

Consta na denúncia que, no dia 08 de abril de 2018, por volta das 17h30, na Chácara Santa Luzia, Bairro Nuncativi, em Bela Vista, o acusado aproveitou que a esposa Florinda Espinoza Ajala estava sozinha e desferiu diversos golpes de contra a esposa, causando-lhes diversos hematomas, os quais foram causas suficientes para a sua morte. A Polícia Militar foi acionada e encaminhou a vítima ao nosocômio local, bem como deram voz de prisão ao acusado.

A acusação foi feita pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul, representado pelo Promotor de Justiça William Marra Silva Júnior, manifestou-se pela condenação do acusado nos termos da pronúncia.

Já a defesa postulou pela absolvição do acusado por negativa de autoria e, subsidiariamente, a desclassificação do delito para lesão corporal seguida de morte.

O Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e a autoria do delito, bem como reconheceu as qualificadoras, sendo o acusado condenado pelo crime de homicídio doloso, qualificado mediante recurso que dificultou a defasa da vítima, e pelo feminicídio.

Texto: Elizete Alves/Jornalista – Assecom MPMS