Política
Educativa 104.7 FM recebe homenagem da Câmara pelo Dia Internacional do Rádio

Bosco Martins, Anderson Barão, vereador Delegado Wellington e Gabino Lino, em homenagem à Educativa 104.7 FM. (Foto: Maurício Borges)

Moção apresentada pelo vereador Delegado Wellington parabenizou emissora, prestes a completar 25 anos de vida, pela data; direção vê reconhecimento como fruto do trabalho da equipe

A Educativa 104.7 FM foi alvo de homenagem da Câmara Municipal de Campo Grande nesta quinta-feira (14), por meio de uma moção de congratulações proposta pelo vereador Delegado Wellington, em alusão ao Dia Internacional do Rádio –celebrado no dia anterior. Durante sessão plenária, a honraria foi repassada ao diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), Bosco Martins, ao diretor-executivo da Educativa 104.7 FM, Anderson Barão, e ao apresentador Gabino Lino, que apresenta o Idade Viva na emissora.
“Ouço muito rádio e me identifico muito com as pessoas que todos os dias nos acordam e atualizam com informações. Em qualquer lugar que esteja, ônibus, caminhando, fazendo uma atividade esportiva, capinando um quintal, a pessoa sempre tem um radinho do lado. E muitos profissionais atrás do microfone acabam não sendo lembrados. O Dia Mundial do Rádio serve para mostrar que esse instrumento vem vencendo a tecnologia. Independentemente das mídias sociais, das mensagens instantâneas, o rádio segue igual, com certeza absoluta um dos meios de comunicação mais prestigiados”, destacou Wellington.
O vereador fez um destaque especial ao fato de a Educativa 104.7 FM, como emissora pública, ter um foco diferenciado. “Não leva só entretenimento, mas sim a nossa cultura, mostra preocupação com a arte, lazer, desenvolvimento social. (A homenagem) é nosso reconhecimento”, pontuou.
Diretor da Rádio, Anderson Barão disse, em nome da equipe, “agradecer imensamente a moção e a lembrança pela data vinda do vereador Delegado Wellington”. Ele lembrou que a missão da Educativa 104.7 FM “é fazer uma programação diferenciada para os nossos ouvintes. Nossa missão, enquanto meio de comunicação, é levar música, informação, entretenimento, bom humor e interatividade”.
Barão também destacou que a homenagem chega no momento em que a Educativa 104.7 FM se prepara para comemorar os seus 25 anos de vida. “Temos um trabalho diferenciado e, entre as Educativas, lideramos por causa disso, dessa diversificação de programação. Criamos nichos de ouvintes que outras rádios não abarcam. Por exemplo, somos a única rádio com um programa só sobre funk, reggae, blues, jazz, música popular, pop e muita música regional, que são os pilares da Educativa 104.7 FM”.
A programação segmentada é representada também pelo Idade Viva, produzido e apresentado por Gabino Lino e focado na melhor idade. O radialista considerou que a honraria é, também, um meio de parabenizar seus ouvintes. “O programa existe para aproximar o idoso de uma nova experiência pelo rádio, dando-lhe informações, conscientização e muita música dos anos 1960 e 1970. Aproveito também para agradecer à Educativa 104.7 FM por nos dar este espaço e permitir um projeto que tem seu resultado ao agradar a toda a família”.
Trabalho de equipe
Bosco Martins destacou que ele e todo o time da Educativa 104.7 FM agradecem a gentileza de Wellington em prestar a homenagem à rádio, “conhecida por sua programação alternativa, heterogênea, que representa a diversidade de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul”.
Ele destacou que a emissora é uma “rádio de Estado, e não estatizada, isto é, pertence à população e para ela produz um conteúdo de qualidade, alinhado à efervescência que é o rádio, um veículo  que, na contramão de outros segmentos da imprensa, cresce em audiência e importância com o advento das novas tecnologias, sabendo se transformar e se adaptar a uma nova realidade do público e contradizendo os críticos que, desde o surgimento da TV, apostavam no seu fim. O rádio está mais vivo do que nunca”.
O diretor-presidente da Fertel frisou que os resultados atingidos pela Educativa 104.7 FM veem da dedicação de seus funcionários, reforçando que, em breve –a exemplo do que já ocorreu com a TVE Cultura–, a emissora passará pelo processo de digitalização, melhorando a qualidade das transmissões. “Isso vai ajudar a rádio e cumprir sua missão, de difundir cultura e educação, com a qual contamos com parceiros importantes para entregar um produto de qualidade a vocês”.
A homenagem foi entregue na manhã desta quinta-feira (14) na Câmara, antes de sessão plenária que contou com a presença de mototaxistas e condutores de aplicativos de transporte que discutiam a regulamentação desta última carreira.