Cidades
Bernal confirma ‘proximidade’ com Reinaldo e PP pode indicar vice do PSDB

Acomodação de aliados serviu como indicativo

Pré-candidato a deputado federal, o ex-prefeito da Capital, Alcides Bernal, presidente regional do PP, ou Progressistas, confirma que o partido estaria em conversa avançada para uma eventual coligação com o PSDB, do governador Reinaldo Azambuja.

Dois fatos políticos surgiram, recentemente, como indicativos dessa aproximação do ex-prefeito com o governador. A filiação do ex-diretor do Detran, Gerson Claro, aliado de Reinaldo, ao PP, com vistas a disputar a eleição de outubro, e a nomeação de Wilton Acosta, aliado de Bernal, em um cargo na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica).

“O que nós queremos é que o governador assuma algumas propostas de governo (do PP), que nós entendemos necessárias para melhorar desempenho da gestão do Reinaldo Azambuja. Sabemos é impossível ser perfeito, principalmente em gestão pública, com recursos escassos e demandas infinitas, mas há necessidades de alterações”, argumentou Bernal.

Indicação e humildade

Alcides Bernal frisou ainda que o Progressistas possui em seus quadros, pessoas com ‘envergadura política, administrativa e eleitoral’ suficiente para disputarem os cargos de vice-governador e senador.

Apesar da afirmação e de destacar que o governador tem demonstrado ‘boa vontade e humildade’ ao reconhecer que precisa evoluir em determinadas situações, a definição do apoio só será consolidada após a Copa do Mundo, na convenção do partido.

O ex-prefeito ainda revelou que já manteve conversas com o presidente regional do PDT, João Leite Schimidt, responsável pela articulação política da pré-campanha de Odilon de Oliveira, mas que a aproximação maior é com Reinaldo.

“Temos conversado e estamos muito tranquilos. Alguns já estão fazendo campanha eleitoral fora do tempo certo, e a realidade é que a população está cansada de algumas figuras que se acham donas da situação”, finalizou Bernal sem revelar a quem se referia.