Bela vista
Bela Vista: Há 40 anos Maria Clara Ferreira Gomes procura por irmãos

Há 40 anos Maria Clara Ferreira Gomes procura por irmãos. (Foto. Ademir Mendonça)

Há mais de 40 anos vivo o sonho de encontrar meus familiares. Todos os dias acordo com este pensamento, um dia irei descobri-los e poder dar um abraço. Apesar de podermos está tão próximos, o tempo e o contato nos separou. Este é o relato de uma mulher que vive dias de tristeza, dona Maria Clara Ferreira Gomes moradora em Bela Vista e que luta incansavelmente para localizar seus irmãos.

Historia da Dona Maria – Meu nome e Maria Clara Ferreira Gomes, quando criança eu morava em uma fazenda em Maracaju – Fazenda Bonfim, infelizmente aconteceu uma tragédia em minha vida, que mudou por completo o destino da minha família e do meu irmão Francisco.

Vou contar a tragédia em minha vida que aconteceu e me lembro vagamente que minha mãe colocou comida para nós comermos e foi tomar terere com meu pai, meu pai estava limpando a espingarda de caça que ele tinha, quando disparou acidentalmente atingindo minha mãe com um tiro fatal que levou a óbito minha mãezinha.

Com essa tragédia eu e meus irmãos fomos separados. Fomos doados para outras famílias criarem, devido a isso todos fomos extraviados. O nome da minha mãe e Izabel.

Depois de 14 anos, meu pai Pedro, apelido de Raimundo foi me buscar, mas ele já tinha constituído outra família, com a nova esposa de nome Fátima ele teve três filhos, dois homem e uma mulher, Paulinho, Leonilson e Lurdes.

Todos com o sobrenome Ferreira Gomes, onde morávamos em uma fazenda na cidade de Ponta Pora – Fazenda Itamarati. A tragédia voltou a acontecer novamente, meu pai foi assassinado. Antes disso minha madrasta já tinha abandonado meu pai e deixou para meu pai criar meus irmãos, e devido a isso eu que assumi a responsabilidade de cuidar de meus irmãos pequenos.

Diante da dificuldade eu procurei saber da mãe dos meus irmãos porque eu não tinha condições de cuidar deles, somente assim eu reencontrei ela, e ela levou meus irmãos.

Hoje já faz 40 anos que isso aconteceu. Eu fui criada sozinha no mundo e até que me casei e tive um filho, mais infelizmente após onze anos o casamento não deu certo.

E foi depois que me casei novamente com meu marido atual, e já se passaram 26 anos de união.

E minha grande vontade e reencontrar meus irmãos. E muito triste não ter a nossa família por perto, ser só no mundo.

Graças a Deus tenho meu filho e meu esposo, e muitos amigos, mas meu grande desejo e reencontrar minha família.

Moro em Bela Vista, Mato Grosso do Sul, fronteira com o Paraguai, meu endereço e Rua Barão do Ladario nº 77 Vila Che Rogami. Celular para contato – 9 9965-77251 ou 9 9674-2267.

Eu e meu esposo somos trabalhadores na cidade de Bela Vista, nos trabalhamos com venda de espetinho, e ficamos muito conhecidos como Negão do Espetinho. Minha vida e cheia de tristeza, minha casa pegou fogo, mas com a graça de deus já esta tudo bem.

Com essa tragédia tivemos que ir trabalhar novamente na fazenda para conseguir se estabelecer e ser grata por nos temos saúde para trabalhar, e temos poucos para poder viver com dignidade.

E por isso que em poucas palavras venho contar sobre a minha vida para vocês. E imploro a ajuda de alguém que possa me ajudar a reencontrar meus irmãos.

Já mandei minha historia em vários programas, mas não tive respostas.

Peso que vocês me ajude, ratinho, Rodrigo Faro, Eliane e Celso Portiolli, Tatá Marques, sempre assisto e nunca perdi a esperança de reencontrar meus irmãos.

O programa do Geraldo Luis ajuda muito e vai que com ajuda de vocês e de um anjo do senhor e me ajuda.

[M] ao tenho condições financeira para buscar noticias dos meus irmãos devido à falta de dinheiro, eu e meu esposo trabalhamos, mas ele e doente e gastamos o pouco que a gente tem com remédios.

Mais enfim, nunca perco a esperança, sempre tem uma luz no fundo do túnel e eu tenho Fe que um dia vou ver meus irmãos novamente.

Obrigado pela atenção de todos, que alguém possa me ajudar divulgando essa historia.

Maria Clara Ferreira Gomes