Cidades
Assistência Técnica do Senar/MS fortalece o setor produtivo de Bela Vista

Propriedade do senhor Luís Carlos Vilalva, assessorado pelo Programa Mais Leite do SenarMS.

Propriedade do senhor Luís Carlos Vilalva, assessorado pelo Programa Mais Leite do Senar/MS. (Foto: Senar)

O setor agropecuário é, sem dúvidas, o orgulho do Brasil e de todo produtor rural. Entretanto, seja o produtor pequeno, médio ou de grande porte, precisa de assistência técnica para melhorar e desenvolver aspectos da propriedade como gestão, qualidade do que se produz, aprimoramento de manejos e plantios, investimento em infraestrutura, adequação às determinações legais estabelecidas pelos órgãos regulamentadores e fiscalizadores, e outros aspectos que envolvem a cadeia produtiva do agronegócio.

Os produtores do município de Bela Vista, no interior de Mato Grosso do Sul, vêm aderindo a programas de assistências técnicas que fortalecem a produção local. É o caso do pequeno produtor Luís Carlos Vilalva, que atualmente é assessorado pelo Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Mais Leite do Senar/MS, e que, por meio das orientações recebidas pelo técnico Thiago Toigo Camara, encontrou uma alternativa para alimentar as vacas no inverno. “O técnico do Senar veio aqui e nos orientou com o plantio do sorgo para produção de silagem. Foi assim que no inverno passado conseguimos manter a produção de leite, as vacas continuaram produzindo bastante, não perdemos mais. Já aumentamos a nossa área de silagem e pretendemos fazer um confinamento do gado leiteiro”, conta. Para ele, a tecnologia e a assistência passaram a ser fundamentais na propriedade. “Não conseguimos trabalhar mais sem as técnicas, esse pessoal estudou para melhorar nossa vida. O técnico sabe o que está falando e quer nos ajudar. Nós temos que ter a boa vontade de aplicar o que nos ensinam e apenas trabalhar”, complementa.

As propriedades rurais atendidas pela ATeG Mais Leite do Senar já estão recebendo orientação de manejo e conhecimentos relacionados à nova regulamentação referente ao setor de leite. As instruções normativas 76 e 77, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) trazem novas regras sobre produção, transporte, acondicionamento e armazenamento, e passam a valer a partir do dia 30 de maio de 2019.

Além do Mais Leite, que atualmente atende 26 produtores na região, o Senar/MS disponibiliza técnicos que assessoram produtores cadastrados no programa Hortifrúti Legal, Mais Inovação e ABC Cerrado. Este ano, o Senar/MS também iniciou no município o projeto piloto para apicultura. Os programas duram em média dois anos, podendo ser prorrogados por mais um ano, de acordo com a necessidade do produtor.

O mobilizador do SENAR/MS em Bela Vista, Élvio Ferreira Rodrigues explica que o primeiro passo para o produtor receber assistência técnica é a participação no Programa Negócio Certo Rural. “Nesse programa, o produtor passa a ter uma visão geral da sua propriedade, vai saber se ela é rentável ou não. Vai aprender técnicas de empreendedorismo. Hoje em dia, o produtor que não tem essa visão e que não conta com assessoria não evolui”.

As ATeGs e os cursos oferecidos pelo SENAR/MS acontecem em parceria e com o incentivo do Sindicato Rural de Bela Vista. Em 2018, 55 produtores no município foram assistidos pelas ATeGs e cerca 800 pessoas participaram dos 98 cursos de capacitação ofertados. O presidente do Sindicato Rural, Leandro Mello Acioly, destaca que a “Assistência Técnica e Gerencial está garantindo o futuro do setor rural. Não dá mais para produzir sem técnicas, sem conhecimento, especialmente porque nossos mercados são cada vez mais exigentes e as leis mais duras. Por isso, nós do sindicato estamos sempre oferendo informação ao produtor”, disse.

Por Laura Samudio Chudecki – Assessoria de Imprensa